domingo, 22 de julho de 2012

Por onde anda a inocência?

poster do filme encontro marcadoAs coisas não são as mesmas sem ela. A inocência está muito próxima da extinção e acho que é isso que deixa tudo assim sem sentido. Atualmente as pessoas sabem demais, pensam demais, calculam demais. Os passos, todos premeditados, os caminhos traçados, os sentimentos medidos. E não há mais a inocência do primeiro olhar, que se perde no outro meio sem querer, nem a pureza do encontro das mãos, que se esbarram por acaso. Os beijos, antes descobertos pedaço a pedaço, agora têm gosto de conquistas corriqueiras. Amar tem tempo limitado e roteiro montado. Telefones não tocam antes da hora certa e mensagens não chegam até serem muito bem elaboradas. São tantos protocolos, tantas exigências, que gostar perde cada vez mais a cor. Sem a inocência, a entrega em essência, as emoções perdem o sentido. Sinto muita falta disso. Falta de querer de alma e coração aberto. Saudade de um querer inocente.

(Grazielle Santos Silva)

* Poster do filme Encontro Marcado (Meet Joe Black). Assisti esse filme umas mil vezes e sempre fico encantada com a interpretação de Brad Pitt. O primeiro beijo de Joe Black e Susan é uma das cenas mais lindas. Recomendo o filme aos adoradores de um bom romance.

7 comentários :

Welton Nogueira disse...

o título parce aqueles de rap americano: Miss U, luv.

Christian Cardoso disse...

é o profissionalismo minha cara, o profissionalismo...

Cinthia disse...

Também sinto isso o que você descreveu, Grazi! Mas se for para pensar, vou lamentar, e isso não fará provavelmente que aceite o novo modelo moderno das paixões... Adoro seus textos. Beijinhos, mineirinha!

Felipe Vieira disse...

É interessante como em épocas da vida entramos em uma temática, e que naturalmente flui através de nossos poros.

Somos cercados de protocolos diversos, de regras além nós. O mundo agora faz sentido, no entanto, como já falei em comentários anteriores, é mais cinza.

Até um próximo comentário.

See ya ;)

J.F. de Souza disse...

isso me lembrou uma conversa que tive com uma amiga, dia desses: como as coisas seriam se tivéssemos a ingenuidade de dizer/fazer tudo o que nos vem às cabeças e corações, sem medo algum de qualquer reação?

chegamos à conclusão que isso é simplesmente impossível pra qualquer um nos dias de hoje. inclusive pra nós, os envolvidos na conversa.

entonces, eu parei pra pensar um pouco mais nisso, e...

como é triste constatar que eu não confio integralmente em ninguém.

Ana Leticia disse...

A vida se torna tão fácil e ao mesmo tempo tão difícil... São tantas facilidades e tamanhas as dificuldades que surgem nos tempos modernos...
Conversa q tive hj de manhã com meu pai. Ninguém curte mais uma bossa nova, um bom romance. E assim a gente segue, com pressa.
Lindo texto. Concordo tanto!
Bjos
Ana
www.mineirasuai.blogspot.com

Aline Vilela disse...

tão bom quando a coisas não são planejadas e tudo simplesmente acontece...

beijos!

Comente com o Facebook:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...