quarta-feira, 9 de abril de 2008

Pensando alto

De todos quero o que julgo melhor, o que eu acho mais belo. E não ligo para o que falam. Quero alcançá-lo não importa quão alto, quão longe ou quão impedido – impedimentos são tão relativos. Faço do impossível, possível, mas eu quero ele. Dizem-me que é bobagem, que isso é apenas o sabor da aventura e que eu se conseguir perderá a graça. Mas cá pra nós... Se não nascemos para sonhar, perseguir os sonhos e torná-los viáveis, o que estamos fazendo aqui?

(Grazielle Santos Silva)

5 comentários :

brianrovere disse...

E o mais belo, é o mais bonito ? Qual o referencial desse "belo" que você almeja ?

"(...) que se eu conseguir perderá a graça" como assim ? o que perderá a graça ?

Cuidado com essas buscas, quando procuramos, achamos também o que não queremos, e o que queremos as vezes vem sem a gente procurar.

Beijão Grazi (vou te chamar assim, tudo bem?)

Яσьεяτα disse...

Olá. Passei pra conhecer. Adorei.
Mas teve uma coisa que vi aqui e me chamou atenção.
Se tivermos oportunidade conversaremos sobre seu futebol de salto alto mais pra frente.
Bjs

Gabriel Fiorini disse...

Acho que as vezes sonhamos muuuuito, mas o que fazer se não podemos sonhar né...

bjs

Sonia Regly disse...

Obrigada por sua visita lá no Compartilhando as Letras, volte sempre!!!! A casa é nossa!!!
Beijinhos.

Thito disse...

Infelizmente nós nascemos pra viver, sonhar é acessório. E as vezes, caro demais.

Minha maré de pessimismo tá virando uma tsunami.

Comente com o Facebook:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...