domingo, 9 de março de 2008

Demais

Passa-se o tempo, e de repente tudo é demais. Poder é difícil demais, as contas altas demais, os problemas grandes demais. O sonho fica lá em cima da prateleira esperando para ser realizado, mas ela é tão alta que é difícil alcançá-lo. Tudo que parecia próximo fica cada vez mais distante... quase intocável. E temer num mundo assim tão demais, tão infinito é inevitável. Anda-se sempre nas bordas, com muito cuidado pra não chegar aonde não dá pé. Dá até saudade da infância, porque você sabe como é criança, não é?! O medo nunca é maior do que vontade de explorar. E quanto mais longe, maior e mais perigoso, mais tentador é. Quem nunca subiu na pia pra pegar o pote de biscoito em cima do armário? Crescer não é tão demais e ainda bem que não cresci de fato. Minha alma permanece criança... E que menina danada!

3 comentários :

Ana disse...

O que é mais difícil é mais desejado. E o proibido é mais gostoso...
;-)
Beijo
Ana
www.mineirasuai.blogspot.com

Cacá BH disse...

oi grazi... saudades de vir aqui...
adoro sentir um medo junto com a vontade de explorar novos mundos.....
beijos!!!

Gabriel Fiorini disse...

Minha alma acho que sempre será de criança, mesmo já sendo um baita de um cavalão rsrsrsr....

Obrigado pelos parabéns...
Boa semana
bjs

Comente com o Facebook:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...