sexta-feira, 2 de novembro de 2007

Você

Seu rosto em minha mente
Persegue meu pensamento
E tudo que sinto e vejo
De repente, é você.

Sua voz ficou gravada
Em meu subconsciente,
E sem que eu perceba,
Ouço-te lentamente
Chamando meu nome.

Seus braços,
Meu recanto,
Serviam-me de acalanto
E agora são só lembrança...

Seus olhos.
Ah! Que olhos!
Nem consigo descrever.
Só me fazem lembrar o quanto,
Sinto falta de você...



(Grazielle Santos Silva)


Nota pós-textual: Texto antigo. Bons tempos que não voltam mais.

7 comentários :

Pablo disse...

Já parou pra pensar que sempre pensamos em coisas boas no passado. Sendo que quando presenciamos essas coisas não as vemos como tão boas assim. Talvez estejamos vivendo algo neste exato momento que futuramente vamos nos pegar dizendo, "era um tempo bom, mas que não volta mais"!

SAMANTHA ABREU disse...

que bonito!

beijos!

Cacá BH disse...

oi grazi!!!!
que coisa mais linda vc escreveu...
é sempre bom ter uma fonte inspiradora....
eu ainda não tinha te linkado, vou fazer isso agora!!
beijos!!!

Juliana G. Mello disse...

Versos de amor, que beleza! =)
Saudades de escrever sobre esse sentimento tão bom...
Muito fofos os versos! hehe

(acho que estou voltando a essa fase de "amar"...)

Beijinhos

Thadeu disse...

Tá apaixonada... =P

SAMANTHA ABREU disse...

querida...
quero te convidar:

apareça no Falópio e veja o que pode estar por trás de um disfarce:
http://versosdefalopio.blogspot.com/

beijos.

.

Mirelle disse...

Ahh, como é bom estar apaixonado!!!
braços se tornam recantos...
Olhos lembram a falta, mas é uma falta gostosa, quem não quer sentir?!!!

Comente com o Facebook:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...