segunda-feira, 8 de outubro de 2007

...

Espia a situação:
eu estava no meu canto,
imersa em minhas coisas
e você apareceu.

Sorrateiro e cauteloso,
você foi se aproximando,
tão discreto que nem dei conta
até que se fez exclamação.

Você venceu!
Ganhou-me com cada gesto,
cada frase, cada beijo
e achei que dessa vez
tudo seria perfeito.
[E ponto.]

Mas tudo na vida muda,
e com a gente não seria diferente:
o ponto virou interrogação.

Você foi se afastando,
sumindo, ensimesmando
e de todas as coisas que tínhamos
só restaram as reticências...
[Agora nada mais está definido.]

4 comentários :

Anônimo disse...

Sempre existe uma chance, sempre...

Nara Caroline disse...

"..Mas tudo na vida muda,
e com a gente não seria diferente:
o ponto virou interrogação..."

muito bom grazi
suas poesias falam de coisas q todo mundo já passou,talvez quem l~e não se encaixe em td mas em muita coisa encaixa e quem não passou é bem provável q irá passar!

bju

Mirelle disse...

Interrogações é o que normalmente remains (ihh não vem a palavra em portuga kkk), ahhhhhh...interrogações. Às vezes são boas, outras nos dão vontade de desaparecer, kkk, mas a vida é assim mesmo. Quanto às reticencias (como já dizia um saudoso amigo): só nos resta desfrutá-las.

Gabriel disse...

amém!
definir pra que?
quem tem o controle de alguma coisa nessa vida?

"deixa a vida me levar, vida leva eu..."

Comente com o Facebook:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...