domingo, 20 de maio de 2012

Tristesse

poster do filme Bom dia TristezaNão tem porque ser triste. Tristeza nasceu para ser passageira. Viajante. Errante. Peregrinar por aí a fora. Vez ou outra ela vem à nossa porta a pedir abrigo esperando receber atenção. Tristeza, como qualquer um, gosta de carinho e carinho de tristeza é choramingo, ressentimento e dor. Quando não os encontra, ela se vai tão repentina quanto chegou. Então a vida continua a seguir seu curso.

Mas tem gente não quer deixá-la partir. Faz de tudo para agradá-la. Alimenta-a como a um filho e a faz crescer até não poder mais. Quem recusaria tanto mimo? Ela gosta. Acomoda-se, desfaz as malas e passa longa temporada. Vira acompanhante fiel e inseparável.


Eu particularmente não acho a tristeza uma companhia agradável. Sempre que ela vem arrumo um jeito de espantá-la. Não costumo cativá-la. Tem horas que acho até que ela não vai com a minha cara. No entanto às vezes ela passa um tempo maior que o previsto ao meu lado. Aceito a contragosto, mas faço birra. Esses dias mesmo ela se instalou por aqui, sentou do meu lado e ficou. Eu não quis conversa. Nem quero! Não nos falamos, mas ela continua. Tenho o pressentimento de que, me vendo tanto tempo de nariz torcido, já já ela vai embora. E que não volte tão cedo!

(Grazielle Santos Silva)


* Cartaz do Filme "Bom Dia Tristeza" (Bonjour Tristesse) de 1958 - Gostei do cartaz!

19 comentários :

Tatah Marley's Confissões disse...

adorei mesmo o texto!
A tristeza realmente não é uma companhia agradavel e quando entra na nossa vida tem que ser só de passagem mesmo!
muuuito foda o post!
amei o blog tambem!
^^

Luiz Guilherme Amaral disse...

Tenho um poema muito parecido com esse chamado "Minha amiga Melancolia". Vou postar nesse fim de semana para você ler, tá?

Bjos

Thito disse...

A tristeza é senhora, desde que o samba é samba é assim...

Camila Hardt disse...

Oi Grazielle,
Faz tempo que achei seu blog e esporadicamente vinha aqui dar uma olhada. Hoje resolvi dar uma atualizada nos meus links, coloquei o seu e logo recebi um selinho. Resolvi deixá-lo por aqui, com a promessa que volto mais vezes! Aqui está seu Prêmio Dardos:

http://barcofurado.blogspot.com/2008/09/meu-primeiro-selinho.html

Beijos!

Cris Santos disse...

Grazi, como vc disse, a tristeza é uma eterna viajante. E hospede incomoda que ela é, sua estada tem que ser sempre passageira. De preferencia devemos fechar as portas assim que ela dobra a esquina, mas nem sempre a notamos à tempo... Ai o jeito é não conversar com ela, esquecer o tempero da comida, deixar uma vassoura atrás da porta, pedir para aquele seu amigo que "acha" que canta bem vir com a banda dele ensaiar na sua casa rs.
O texto ficou adoravel, parabens!
Beijos ;)

quanto pesa o vento? disse...

obrigado pelo selo.
em vénia me despeço num até já.

Débora disse...

grazi, fia.. pq cê não faz um livro com coletâneas de textos publicados aqui?
:)

se quiser ajuda, eu assessoro e divulgo.. hahaha

:*

João Lenjob disse...

Gostei demais.

João Lenjob.

Rebeca Rocha disse...

é uma criaturinha que ninguém quer por perto mesmo, né? mas é inevitável por vezes. Que nem vizinho chato. haha
muito lindo seu texto! ;* beijo linda!

Mary West disse...

Ruim é quando ela vem com aviso sac? Tu jah te prepara p/ receber a porrada de dor. Boa sorte p/ mim.

Яoьεяτα disse...

Olá, desculpe andei meio sumida mas aos poucos vou colocando a casa em dia.
Me ajuda a divulgar um blog novo (claro, se vc gostar)


http://winformando.blogspot.com


Beijãozão

Renata disse...

É, tem vezes que não dá pra mandá-la embora.... mas sempre que dá, não fica perto de mim não.
Beijo.

Olhos Virtuais disse...

Olá moça, tudo bem ?

Tem um selo especial para vocês lá no Olhos Virtuais... dá uma passadinha pra conferir.

Bjs

Nara Caroline disse...

Lindo Grazi
=]
Bjuuuu

.Dazinha. disse...

Muitas vezes alimentamos sem perceber que o estamos fazendo.
Muitas vezes é inevitavel como se nosso braço se tornasse algo com vontades e ações próprias e levasse a colher até a sua boca, sem nos pedir permissão.
Muitas vezes a gente aceita, porque é mais facil, e de dificil ja basta o sentimento que ela trás.
Muitas vezes,tantas e tantas vezes a gente precisa de um belo esculacho pra espantar primeiro a covardia.

:)

Lindo teexto,parabéns.
Beijao

Mary disse...

E como disse o poeta: É melhor ser alegre que ser triste, alegria é a melhor coisa que existe...

Gostei do texto! Também não gosto de cativá-la, mas vez ou outra, ela aparece por aqui. :)

Beijoss!

Daniele Rodrigues disse...

Xô, tristeza!
Adorei o texto, Grazi!
Bjocas! :*

San disse...

Tristeza só serve para uma coisa, lembrar que devemos sempre buscar a felicidade, ela serve pra te avisar que alguma coisa tá errada, alguma coisa tem que ser feita para que você seja feliz de novo. ;)

San disse...

Tristeza só serve para uma coisa, lembrar que devemos sempre buscar a felicidade, ela serve pra te avisar que alguma coisa tá errada, alguma coisa tem que ser feita para que você seja feliz de novo. ;)

Comente com o Facebook:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...