sexta-feira, 18 de julho de 2008

O encontro das mãos

Nota pré-textual: Texto reformulado. Porque a vida anda, os acontecimentos se movimentam e não é justo que os textos fiquem parados




O encontro das mãos parecia inevitável, foi tão esperado, mas não aconteceu. Acho que mãos são meio tímidas. Principalmente quando estão se conhecendo. Aí que elas se acanham de verdade, suam frio, se escondem, disfarçam, mudam de caminho. E foi isso mesmo que aconteceu.

Naquela noite, as mãos ficaram brincando, se esbarrando, mas nunca se achavam. Era um jogo que espectador nenhum entendia. Passavam pertinho uma da outra com vontade imensa de se abraçar, mas logo tratavam de tomar novo rumo.

Talvez ainda não estivessem preparadas para seguir juntas. Porque quando as mãos se juntam algo mágico acontece. Algo tão maravilhoso que vai além do tato. Algo indescritível que só se sabe segurando as mãos de quem se quer bem.


(Grazielle Santos Silva)

*Foto de Cinthia Barreto Sobral (thanks, dear)

3 comentários :

Vinicius disse...

tava com saudade de vir no seu blog rsrs...

e esse chat ai vc fica online nele ??

Alessandro disse...

Obrigado por emprestar o seu texto pra foto da gente! Adorei vê-la aqui postada no blog junto com o texto...
Engraçado, eu já tinha lido ele antes, mas estava sem a foto que Cinthia tirou... ver novamente e com essa foto, faz toda uma diferença!
Beijo

Cinthia disse...

Lindinha, adorei o texto; ele tem todo um jeitinho meigo... apesar de ser antes de vc decretar umas férias ao seu cupído. Rerere... Mas pense bem: o que é eterno não passa...
Beijinhos...
(A foto ficou ótima! rs)

Comente com o Facebook:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...