domingo, 21 de outubro de 2007

Poesia arrependida

Porque eu não esperava,
Foi bom.
Porque foi bom,
Eu gostei.
Porque eu gostei,
Quis repetir.
Porque quis repetir,
Te procurei.
Porque te procurei,
Você sumiu.
Porque você sumiu,
Eu chorei.
Porque chorei,
Percebi
Que um dia te amei.

E te amar,
Me doeu.
E doer,
Me acordou.
E acordar,
Me mostrou
Que de nada valeu
Meu amor


(Grazielle Santos Silva)

4 comentários :

Marcelo Almeida dos Reis. disse...

De nada valeu o amor? Que pena. Porque eu acho que todos amam diversas vezes na vida e todos eles valem a pena, foram especiais enquanto estiveram presentes de verdade.

:*

Evan FireHeart disse...

bonita tristeza representada em palavras
^^
tbm não ando de bem do amor....

Débora disse...

não sei nem lhe falar sobre o poema..

:~~~~~~~~~~~~~~~

Ty, o que ja amou bastante disse...

tu bem sabe, de tanto ler meu blog, que eu num me dou muito bem com esse tal de amor...ate mesmo com amigos e parentes...ele num serviu muito pra mim. mas tenha fé e si mesma...um dia, não hj ou amanhã, mas em breve...o amor seja mais gentil contigo.
aguenta mais um pouquinho....so mais um pouco! ;)

Comente com o Facebook:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...